Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
TRÂNSITO

Projeto sobre registro nacional de estatísticas de trânsito é tema de debate nesta quinta (9)

:: :
  • Publicado: Quinta, 09 de Julho de 2020, 18h33
  • Última atualização em Quinta, 09 de Julho de 2020, 18h33

Em reunião virtual com a ABDER, diretor-Geral do Denatran, Frederico Carneiro, apresentou parte do projeto, que deve ser implementado até março de 2022

WhatsApp Image 2020 07 09 at 18.17.37

O diretor-Geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, participou, nesta quinta-feira (9), do webinar promovido pela Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem (ABDER), para apresentação da implantação do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest). Este webinar é a 6ª rodada do projeto Movimento Tecnológico nas Rodovias Brasileiras.

Na reunião, o diretor falou sobre o projeto do planejamento para a implantação do Renaest. “Estamos desenvolvendo esse sistema para poder unificar e organizar todas as estatísticas de trânsito, assim o Denatran poderá disponibilizar um único registro consolidado das variações que englobam os acidentes no trânsito, a segurança viária e outras informações importantes”, afirmou.

Além disso, o diretor explicou como está sendo a implementação do registro e a unificação dos dados. “O primeiro passo foi a caracterização das informações, englobando a pessoa, a via, o acidente e o veículo. Depois, esta primeira proposta foi submetida a uma validação com os órgãos de trânsito para que tudo seja contabilizado no projeto”, destacou.

De acordo com o diretor, o Renaest ainda está na primeira fase, iniciada em maio, mas a previsão é que, até março de 2022, todas as estatísticas já estejam unificadas no Brasil.

Carneiro ainda falou sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), um projeto que tem como objetivo reduzir o índice de mortes no trânsito, que faz parte do Renaest. “Atualmente, estamos desenvolvendo a segunda etapa que prevê uma proposta de metodologia padronizada de coleta e tratamento de dados. Essa etapa vai ajudar na análise sobre as causas críticas com intuito de minimizar os acidentes de trânsito”, ressaltou.

 

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

registrado em:
Assunto(s): RENAEST , ABDER , DENATRAN , WEBINAR
Fim do conteúdo da página