Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
FERROVIAS

Pró-Brasil: secretário-Executivo do MInfra apresenta programa para setor ferroviário

:: :
  • Publicado: Quarta, 08 de Julho de 2020, 17h34
  • Última atualização em Quinta, 09 de Julho de 2020, 18h34

Realizado nesta quarta-feira (8), o encontro foi o último com representantes de todos os setores da infraestrutura para apresentação do programa

WhatsApp Image 2020 07 08 at 17.24.46

O secretário-Executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, concluiu, nesta quarta-feira (8), uma série de encontros com representantes de todos os setores da infraestrutura para apresentar o programa Pró-Brasil. O setor ferroviário foi contemplado nessa última apresentação.

Sampaio explicou, em detalhes, as duas vertentes propostas: ordem e progresso. A primeira trata de arcabouço e segurança jurídica por meio de constantes melhorias no ambiente de negócios. Entre os projetos desse eixo, vários tramitam no Congresso Nacional, como o PL de debêntures, o Marco Legal Ferroviário e a nova Lei de Licitações.

Outras propostas são tratadas no âmbito do poder Executivo, como a logística portuária inteligente, o terminal de cargas aéreas digital, a identificação segura de passageiros em aeroportos, além da agenda digital de trânsito, o Plano Nacional de Logística e o Programa de Caminhoneiros.

O eixo progresso, por sua vez, prevê investimentos públicos e privados a serem realizados no setor de infraestrutura. No total, estão previstos R$ 230 bilhões em parcerias com o setor privado e R$ 30 bilhões com o setor público, até 2022, sendo os principais projetos para o setor ferroviário a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), a Ferrogrão e a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (FICO). Também estão previstas as renovações antecipadas das malhas da FCA, da Rumo, da MRS Logística e da Malha Oeste.

“Fazer infraestrutura no Brasil exige resiliência. Alguns projetos ferroviários, como a Norte-Sul, por exemplo, mostram isso. Sabemos o quanto é difícil tocar, mas temos um grupo comprometido no ministério para que eles saiam do papel”, afirmou Marcelo Sampaio.

 

Foto: Ricardo Botelho/MInfra 

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

registrado em:
Fim do conteúdo da página